quinta-feira, 26 de junho de 2014

CONSTANTINO, UMA VIDA

O ano é 312. Nos oito anos anteriores, a Igreja Cristã sofreu uma das maiores perseguições de sua história, com milhares de mortes. Mas nesse ano algo incrível acontece: o imperador Constantino converte-se à fé perseguida, a qual era abraçada por, no máximo, dez por cento de uma população de cerca de 70 milhões de pessoas, que abrangia o Império Romano daquela época.

Calculista cínico ? Supersticioso ferrenho ? Ou homem de larga visão ? Teria sido o simples interesse egoísta que levou Constantino a realizar tudo o que começou naquele ano ? Se foi, temos que admirar sua coragem !