sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O AMOR QUE É BONDOSO

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha (1ª Co 13.4-8)

Se nestes versículos substituirmos a palavra “amor” pelo nosso nome, não vai dar certo. Afinal, muitas vezes