sexta-feira, 23 de abril de 2010

Restauração da Igreja - parte 2

Fala-se muito hoje em dia na "restauração dos 5 ministérios", como se durante muitos séculos Deus tivesse deixado de levantar pastores, profetas, apóstolos, doutores e mestres na Palavra. Será que a Igreja estava tão ruim antes, e somente agora, com as novas revelações, a nova unção, as novidades gospel, só agora Deus está agindo no meio do seu povo ? Isso combina com o Deus da Bíblia ?

É verdade que nem sempre houve pessoas nas igrejas com o título de apóstolos, mas sempre houve pessoas com ministério apostólico; basta lembrar do Pr. Otoniel Alencar, chamado de "Apóstolo da Amazônia" por seu trabalho de evangelização e desbravamento na Região Norte, especialmente em nosso Estado do Amapá.

Nem sempre houve pessoas com título de Mestre ou Doutor nas igrejas, mas sempre houve pessoas com o ministério do ensino, com o dom de ler, sistematizar, interpretar e ensinar as Sagradas Escrituras ao povo. Também não faltaram pastores e pessoas com o dom pastoral, de apascentar o povo; Por fim, também não deixaram de existir profetas e pessoas com o ministério profético (embora hoje em dia existam mais profetizadores do que profetas...).
Deus nunca deixou de se manifestar entre o seu povo, apesar de todo o pecado e perseguição que acompanharam a igreja de Cristo.

Então, qual é essa restauração de ministérios, que tanto se busca e de que tanto se fala?

É bem possível que tudo isto seja apenas o que o Apóstolo Paulo já tinha nos avisado em sua 1ª Carta a Timóteo, 4.1,2: “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência”.